Follow:
Novidades de Moda

8 maneiras de como a tecnologia está revolucionando a moda e salvando o planeta

Não muito tempo atrás, a fashionista russa, fundadora e proprietária do website Buro247, Miroslava Duma estava encantada com a indústria da moda e vivia num mundo encantado sendo paparicada pelas grifes e ganhando assento cativo na primeira fila dos desfiles mais disputados. Até que ela começou a aprender sobre os danos que a moda está causando ao planeta. Miroslava percebeu que por trás de todo aquele glamour reluzente, a história real era bem feia.

Tendo dois filhos, Miroslava começou a se preocupar com o futuro deles e então decidiu fazer algo para torná-lo um pouco melhor. Ela usou suas conexões de alto nível na moda para fundar o Fashion Tech Lab, uma empresa que visa investir US$ 50 milhões em startups de moda sustentável e tecnologia vestível. Ela quer explorar como os avanços tecnológicos podem fazer mudanças na indústria da moda, tornando-a mais ambientalmente responsável.

“Eu sempre estive ciente dos efeitos poluentes da indústria da moda. O que não sabia, e foi um grande choque para mim, é que depois da indústria do petróleo a moda é o segundo maior poluidor no mundo” diz Miroslava.

Falar sobre tecnologia envolve falar sobre o futuro, um futuro onde a economia circular vai ser a norma na indústria. O que a tecnologia pode fazer para inverter a situação atual? A fundadora do Fashion Tech Lab apresenta oito inovações que estão gerando efeitos positivos na indústria da moda.

8 maneiras de como a tecnologia está revolucionando a moda e salvando o planeta

Miroslava Duma

 

Fibras ecológicas

A ascensão da fast fashion aumentou muito o consumo de matérias-primas. Rayon, viscose e modal tornaram-se os tecidos mais utilizados causando, entre outras coisas, o corte de milhões de árvores em florestas nativas. No entanto, algumas empresas conseguiram criar tecidos inovadores de residuais agrícolas. Um exemplo é o Orange Fiber, uma fibra sustentável oriunda dos bagaços da laranja que sobram da produção de citrinos e que foi utilizada comercialmente pela primeira vez pela grife italiana Salvatore Ferragamo.

Menos lavagem de roupa e menos desperdício

Um terço das peças de vestuário produzidas em todo o mundo se transformam em resíduos, causando um terrível impacto ambiental nos aterros. Miroslava disse que estão desenvolvendo novos tecidos com propriedades antimicrobianas capazes de repelir a sujeira, o que nos permitirá usar roupas até 20 vezes sem lavá-las. Assim, elas podem durar anos sem que tenhamos de jogá-las fora por desgaste.

Direitos humanos

Sendo o mais importante produto do setor de luxo, a indústria do diamante traz uma história de sangue, conflitos e corrupção. Várias guerras civis em países africanos foram diretamente causadas por este comércio de pedras preciosas. Com sede em San Francisco, a empresa Diamante Foundry é responsável pela produção de diamantes reais em um laboratório de energia solar, garantindo pedras de alta qualidade para assim evitar as consequências terríveis que mancham a sua beleza.

Reduzir os produtos químicos

O algodão é uma matéria-prima utilizada na moda, no entanto, além de gastar uma grande quantidade de água no cultivo, utiliza uma grande quantidade de pesticidas. Mas estão surgindo alternativas interessantes, como os tecidos provenientes da caseína do leite. Sim, usando a proteína do leite pode se fazer roupas com o benefício adicional de que as próprias fibras hidratam a pele.

Evitar o desperdício

8 milhões de toneladas de plástico vão parar nos mares e oceanos todo ano. Previsões indicam que em 2050, haverá mais plástico do que o peixe no mar. E se todas as sacolas e recipientes plásticos utilizados tivessem apenas seis meses para se biodegradar? De acordo com Miroslava, a empresa israelense Tipa tornou isso possível. A Tipa faz bioplásticos de resíduos de laranja.

Corantes orgânicos

Globalmente são usados ​​70 milhões de corantes químicos para colorir roupas todo ano. Soluções alternativas incluem técnicas naturais de tingimento a seco, poupando centenas de litros de água e a utilização de bactérias para atingir um tingimento 100% orgânico e sustentável.

Direitos dos animais

Tecidos que simulam o couro animal podem ser feitos com uma grande variedade de materiais, por exemplo a partir de uvas ou cogumelos. Este tipo de tecido ajudar a criar uma indústria da moda mais ética e sustentável.

Reutilizar roupas

Milhões de toneladas de roupas acabam em aterros sanitários a cada ano. Mais e mais empresas se dedicam a usar estas peças de vestuário para a reciclagem de resíduos e os converte em fio, e, assim, dar vida a roupas novas. Os benefícios realmente valem a pena: eliminação de resíduos têxteis, redução da necessidade de recursos virgens e redução dos efeitos da poluição, como por exemplo os corantes químicos.

Fonte : Google Art & Culture

Gostou do post? Então deixa seu comentário.

[wysija_form id=”3″]

Comments

comments

Veja também:

Previous Post Next Post

No Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: